Postado em 09 de Julho às 08h55

Boa alimentação durante a menopausa

Alimentação (82)
Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! A única certeza de que nós, mulheres, podemos ter é que essa hora vai chegar. Para umas mais cedo, infelizmente, para outras no tempo certo que tem que acontecer. A menopausa...

A única certeza de que nós, mulheres, podemos ter é que essa hora vai chegar. Para umas mais cedo, infelizmente, para outras no tempo certo que tem que acontecer.

A menopausa é um período fisiológico caracterizado pela declínio dos hormônios reprodutivos, progesterona e estrógeno. Infelizmente acompanhado de sintomas bem temidos e desagradáveis, como insônia, alteração de humor, depressão, calor, transpiração excessiva, diminuição da lubrificação vaginal, diminuição da libido, infecções no trato urinário, aumento da gordura corporal, dores de cabeça, fadiga. Muitas relatam boa parte dos sintomas já na fase da pré-menopausa, que ocorre de 2 a 4 anos antes da menopausa, e que, em média, costuma ser por volta dos 50 anos.

Devido a toda essa mudança hormonal e metabólica, ocorre a diminuição da captação e absorção de cálcio favorecendo a osteoporose, diminuição de massa magra (músculo), diminuição da produção endógena de colágeno refletindo na perda da elasticidade da pele, favorecendo o envelhecimento e flacidez.

Sabendo disso, nós mulheres precisamos nos preparar para essa fase. Quanto melhor for a nossa alimentação e estilo de vida, menos chance dos sintomas virem à tona.

Acrescente na sua rotina alimentar linhaça triturada ou já estabilizada, assim irá preservar o ômega 3 e lignanas utilizadas na terapia de reposição hormonal;

Evite ao máximo embutidos e produtos ricos em sódio (frios, salsicha, linguiça, nuggets, etc) pois favorecem a retenção de líquido. Também evite carboidratos simples, como massas, doces, etc.

Consuma alimentos ricos em cálcio como, vegetais verde-escuros, sementes (abóbora, gergelim), tofú, etc; por conta da osteopenia e osteoporose.

Evite bebidas ricas em cafeínas, elas dificultam a absorção do cálcio no organismo. Aumente o consumo de alimentos fontes de vitamina C , vitamina E, magnésio e selênio. Veja a possibilidade e a necessidade com seu nutricionista de suplementar.

Insira na sua rotina alimentos com fonte de L triptofano e vitamina B6, como, cacau, banana, quinoa, que auxilia na produção da serotonina responsável pelo bom humor.

Verificar os níveis de vitamina D em exame laboratotial é importantíssimo para saúde óssea, absorção do cálcio, disposição, etc. Se hidrate muito.

Matéria feita por Dra Ana Caroline Oliveira no site Meon

Veja também

Benefícios do Chá de Erva-Doce03/08/17 Ele é conhecido por ajudar a acalmar os ânimos, assim como a camomila. Mas o Chá de Erva-Doce tem diversas outras utilidades. Ele é conhecido como um santo remédio natural para diversos males. Todo mundo tem – ou teve – uma avó ou uma tia mais velha que sempre apelava para um chazinho milagroso quando os primeiros sintomas de um resfriado surgiam. Considerado......
Colágeno: Fonte de Juventude para sua Pele!24/05/17 O que comemos reflete o modo como somos vistos pelas pessoas e pelo mundo. A pele é um indicador visual de saúde que com o passar do tempo começa a apresenta sinais de envelhecimento. Na medida em que a população tem......
Hortelã é Terapêutica e Rica em Nutrientes!06/09/16 Planta aromática, a hortelã possui uma ação terapêutica e é rica em nutrientes. A nutricionista Karin Honorato lista os benefícios da hortelã e mostra diferentes formas de preparar a planta. De......

Voltar para (NOTÍCIAS)