Postado em 19 de Junho de 2017 às 12h03

Estudos apontam que pais de meninas tratam filhas de modo diferente

Bem-estar (38)
Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! Os comportamentos e as atitudes de pais estariam condicionados ao gênero da criança. Um estudo sobre o papel que noções inconscientes de gênero podem ter na...

Os comportamentos e as atitudes de pais estariam condicionados ao gênero da criança.

Um estudo sobre o papel que noções inconscientes de gênero podem ter na criação dos pequenos, feito pela Universidade Emory, nos Estados Unidos, confirmou o que o senso comum já apontava: pais de meninas são mais atentos às suas filhas e atendem mais rapidamente aos seus apelos do que pais de meninos.

O experimento também registrou outros dados importantes:

• Os pais cantavam mais para as meninas do que para os meninos;
• Os pais falavam mais abertamente sobre emoções com as meninas, usando com mais frequência palavras associadas à tristeza, como “choro”, “lágrimas” e “solidão”;
• Os pais de meninos se engajavam mais em brincadeiras de luta e diziam palavras mais ligadas a realizações e proezas, como “orgulho”, “vitória” e “superior”;
• Os pais de meninas responderam ao chamado delas mais do que os pais de meninos.

Diante desses achados, os estudiosos fizeram duas recomendações importantes às famílias, para que elas deixem de reforçar estereótipos de gênero. A primeira delas é para que os pais de meninos também deem abertura para que eles expressem as suas emoções, assim como fazem com as meninas – o que gera maior empatia entre pais e filhos.

E, em relação aos pais de meninas, a orientação dos autores da pesquisa é para que eles se engajem em mais atividades com elas, mesmo que estas brincadeiras estejam mais associadas a meninos. Afinal, o sexo da criança não deve limitar o comportamento, os momentos de lazer ou as relações que elas estabelecem com seus cuidadores e pessoas ao seu redor.

Fonte: Bebe Abril

Veja também

UMA OUTRA VISÃO PARA O ENVELHECIMENTO20/11/17 Crédito da foto: Isabela Machado e Flavia Martins Fotografia. Jornalista Roberta Zampetti trata de forma leve e bem-humorada da importância da perseverança, determinação e atitude positiva após os 60 anos. Belo Horizonte, novembro de 2017 – É fato: a população está envelhecendo. Mas como lidar com essa evolução que......
Reta final para inscrições no Concurso!05/07/17 Você já preparou sua receita para o 6º Concurso de Receitas da QuantyVitta? Estamos na reta final para o recebimento das inscrições. O prazo é até às 23h59 do dia 10/07/2017. Prepare sua receita......

Voltar para (NOTÍCIAS)