Postado em 13 de Junho de 2017 às 08h24

Junho Vermelho: o que você precisa saber para doar sangue

Saúde (102)
Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! A campanha visa alertar para a importância de manter os estoques de sangue abastecidos nos meses de frio. Durante o inverno, é comum que os bancos de sangue do país fiquem desfalcados,...

A campanha visa alertar para a importância de manter os estoques de sangue abastecidos nos meses de frio.

Durante o inverno, é comum que os bancos de sangue do país fiquem desfalcados, já que essa é a temporada de doenças respiratórias e também quando as pessoas menos saem de casa. Por isso, foi criada, em 2014, a campanha Junho Vermelho, cuja proposta é alertar para a importância de fazer a doação mesmo nessa época do ano.

Atualmente, os estoques dos hemocentros de São Paulo, por exemplo, registram baixa de 60% em suas reservas. Os tipos mais em falta são O- e AB-, com apenas 7% e 1% da população se enquadrando nessas tipagens, respectivamente.

Seja um doador:

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar mais de 50 quilos, estar descansada (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas), estar alimentada (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação) e apresentar documento original com foto recente.

Também é preciso estar atenta ao intervalo entre doações. Mulheres devem esperar 90 dias entre um procedimento e outro; já os homens têm que aguardar 60 dias.

A seguir, confira alguns dos fatores que impossibilitam a doação temporária ou definitivamente:

Impedimentos temporários:

• Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas

• Gravidez (90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana)

• Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses)

• Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação

• Tatuagem / maquiagem definitiva nos últimos 12 meses

• Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.

• Extração dentária ou tratamento de canal: por 7 dias

• Cirurgia odontológica com anestesia geral: por 4 semanas

• Vacina contra gripe: por 48 horas

• Febre amarela: quem tomou a vacina deve aguardar quatro semanas; quem contraiu a doença deve aguardar 6 meses após recuperação completa (clínica e laboratorial); e quem esteve em região onde há surto da doença deve aguardar 30 dias após o retorno.

Impedimentos definitivos:

• Hepatite após os 11 anos de idade

•Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue:

• Hepatites B e C, aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas

• Uso de drogas ilícitas injetáveis

• Malária.

Confira outros casos em que não é possível doar sangue no site da Fundação Pró-Sangue.

Fonte: Boa Forma Abril

Veja também

Por que consumir chás?01/04/16 As baixas temperaturas registradas no inverno fazem com que as pessoas procurem uma maneira de se aquecer e, o consumo de chás, é uma boa opção. O chá é uma das bebidas mais consumidas e mais antigas do mundo, sendo na literatura referido como uma das melhores fontes de compostos fenólicos. Os primeiros relatos de seu uso datam do século 27 a.C., sendo......
Saiba os Cuidados que as Grávidas têm que ter com o Zika!02/02/16 O zika vírus e a sua relação com os casos de microcefalia têm feito mulheres adiarem a gestação, mas tem gerado, principalmente, uma preocupação grande de quem já está grávida e de......
Hibisco e suas Propriedades23/02/16 O Hibisco, nome científico Hibiscus sabdariffa, é uma planta típica da Ásia muito usada como planta ornamental devido as suas flores de coloração vermelha. É também devido a sua coloração,......

Voltar para (NOTÍCIAS)