Postado em 27 de Novembro de 2015 às 10h37

Liliane Permann conta como fazer uma dieta detox para comecar bem o ano

Saúde (84)
Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! Eliminar as toxinas melhora o aspecto da pele e dos cabelos e aumenta a imunidade Nas festas de final de ano é normal se deixar levar pelo clima de confraternização e acabar abusando um...

Eliminar as toxinas melhora o aspecto da pele e dos cabelos e aumenta a imunidade
Nas festas de final de ano é normal se deixar levar pelo clima de confraternização e acabar abusando um pouco na comida. Não bastasse a fartura da época, também é muito comum abandonar os outros cuidados com a silhueta, como a pratica de exercícios físicos. Se você acha que escorregou demais na dieta, essa pode ser uma boa hora de investir no detox. “Esse momento é muito importante, não só para a estética, mas para a saúde, já que o fígado fica sobrecarregado”, explica a nutróloga Liliane Oppermann.

Não são apenas as guloseimas que tornam os dias de intoxicação interessantes para começar o ano mais leve e bonita, o álcool também tem seu consumo aumentado nas festas e pode deixar a expressão cansada. “Os abusos não vêm só das calorias dos salgados e doces, mas também dos alcoólicos. Eu acho importante esse momento detox porque a introdução dos alimentos certos vai acontecer concomitantemente com a retirada desses ditos prótox. Com a eliminação de toxinas a imunidade vai melhorar, assim como o aspecto da pele e dos cabelos. Existe um bem estar geral”, conta.

O que consumir
Você não precisa recorrer apenas às receitas prontas para a sua desintoxicação, de acordo com Liliane, o que vai realmente fazer a diferença é ter um cardápio balanceado e, de preferência, com opções orgânicas. Apesar de muita gente achar que as proteínas devem ser evitadas, é importante ingeri-las. “As proteínas boas, como o iogurte desnatado, são ótimas e eu sou contra a zero proteína. Outras opções são o tofu, grão de bico, lentilha, ervilha e quinua”, indica.
O que mais comer? Os cereais integrais, como a linhaça, e muitos vegetais folhosos. “Couve, brócolis e espinafre, e frutas como o limão, uva, melão e melancia, que são aquosas e ajudam a combater a retenção de líquidos pelo seu efeito diurético”, completa.

Tire do prato
Agora que você já sabe o que adicionar no menu, é preciso ficar atenta também ao que não ingerir durante o detox. “Não devem ser consumidos os embutidos, como apresuntados, linguiça e salame, alimentos com excesso de sódio, como as azeitonas e carnes salgadas, bebidas alcóolicas, ingredientes com muito corante, conservante e tudo que é muito industrializado”, diz.

Prepare!
Já que os dias estão quentes, que tal se refrescar com sucos detox? “Você deve escolher pelo menos quatro ingredientes da lista. A base que eu acho interessante é um chá, uma fruta e dois tipos de verduras”, aconselha a especialista, que dá a relação de opções:
Chás: verde, mate, cidreira, erva doce e boldo.
Frutas: maçã, pera, uvas verdes, kiwi e melão.
Vegetais: couve, espinafre, rúcula, pepino, cenoura, aipo e salsão.

Veja também

6 Atividades físicas que desestressam16/04 Fazer uma atividade física faz bem para o corpo e traz uma enorme sensação de bem-estar, nos sentimos com o corpo mais fortalecido e com mais disposição para a vida. É indicada para todos, crianças, senis, pessoas calmas e pessoas agitadas, cada um com seu ritmo e com suas preferências. As atividades físicas nos ajudam a descarregar as energias, a nos......
Quais os benefícios e os riscos do consumo de cafeína?01/02 Quando atletas e desportistas pensam em usar algum tipo de suplemento que proporcione aumento da performance física e cognitiva, a cafeína se apresenta praticamente como primeira escolha. Além de ser encontrada em alguns alimentos como o......
Dia Internacional de Combate às Drogas26/06/17 Dia 26 de junho é lembrado como o Dia Internacional de Combate as Drogas. A luta é intensificadas a cada dia no mundo todo, mas ainda existem muitos que caem no mundo das drogas.  Os motivos que podem levar uma pessoa a se entregar ao......

Voltar para (NOTÍCIAS)