Postado em 09 de Junho às 11h40

O que você precisa saber para manter a imunidade do seu filho

Saúde (97)

A saúde de criança é preocupação constante. Isto porque o sistema imunológico de uma pessoa só está completo na adolescência. Até lá, os desafios são diários.

Os cuidados começam ainda na gestação, com a alimentação equilibrada da mãe e o tipo de parto. Mas a partir do nascimento os desafios para manter a saúde da criança com a imunidade em dia são muitos.

Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! A saúde de criança é preocupação constante. Isto porque o sistema imunológico de uma pessoa só está completo na adolescência. Até...

Aleitamento Materno


O aleitamento materno é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e entidades médicas o alimento mais completo para um bebê - seja para nutrição e para o sistema imunológico.

No entanto, nem todas as mulheres conseguem amamentar o tempo necessário - e não deixam de ser mães incríveis por causa disso.

Assim, toda ajuda para manter a imunidade da criança é bem-vinda.


Vacinação


A vacinação é um dos meios mais eficientes para garantir que doenças já erradicadas não voltem a circular. Mas atenção!

Dados da Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm), mostram que sete a cada 10 brasileiros acreditam em alguma informação equivocada sobre vacinação e que 13% dos entrevistados já deixaram de se vacinar ou de vacinar uma criança sob sua responsabilidade em função de boatos.

Busque sempre informação confiável e vacine seu filho.


Alimentação equilibrada


A introdução alimentar é uma fase muito importante, nesta etapa a alimentação dos bebês começa a incorporar outras comidas além do leite materno. A alimentação complementar deve ser introduzida de maneira lenta e gradual, com a ajuda da papinhas e frutinhas raspadas, além de legumes bem cozidos.

Escolha o que se adapta a rotina da sua família e siga orientações, como do Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 anos: crianças com menos de 2 anos idade, não devem, por exemplo, consumir açúcar em preparações ou produtos.

Você pode usar produtos de suplementação para manter a imunidade em dia, que minimizam os sintomas associados à gripes e resfriados e auxiliam no alívio de alergias respiratórias.

O Mune+ Funny, por exemplo, foi desenvolvido para oferecer proteção diária na dose certa. É um pó para preparo de bebida à base de Lactoferrina, uma proteína multifuncional que apresenta ação antimicrobiana, imunomodulatória, antioxidante e anti-inflamatória.


Crianças felizes gostam de liberdade e brincar ao ar livre


Em 1989, o médico inglês David Strachan apresentou a Teoria da Higiene: crianças que vivem em ambientes limpos demais são mais propensas a desenvolver doenças alérgicas.

A recomendação dos médicos é o caminho do meio: cuidados como lavar as mãos para pegar um bebê, alimentos limpos e frescos, mas uma brincadeira na terra e um banho de chuva só vão ajudar a imunidade do seu filho (além da diversão, claro!).


Imunidade sempre em dia


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 90% das infecções respiratórias em crianças é de origem viral.

Por isso, mantenha em dia as vacinas das crianças e dos adultos, tenha uma alimentação equilibrada, lave sempre as mãos e incentive brincadeiras ao ar livre.

Sua criança vai se desenvolver de forma saudável!

Veja também

Carboxiterapia - Para que serve?11/12/17 A carboxiterapia funciona por meio da inserção de gás carbônico na pele. Primeiro, ela elimina estrias e celulites. Seu princípio ativo ocorre porque, com a injeção de CO2 no corpo, a região aplicada se vasodilata. Ou seja, os vasos sanguíneos do corpo se tornam maiores, e assim permitem a melhor circulação do sangue. Com o sangue fluindo......
Saiba as diferenças entre os chás Branco, Verde e Preto01/03/18 Seja no inverno ou no verão os chás são ótimas opções de líquidos para acrescentarmos no dia a dia, assim incluimos sabor na dieta e ainda desfrutamos de benefícios como ação antioxidante e......
Câncer não é questão de sorte ou azar!13/10/17 Prevenção ainda é a melhor saída para combater a doença, que atinge 20 milhões de pessoas anualmente, no mundo. A doença atinge, por ano, cerca de 20 milhões de pessoas no mundo, segundo o Instituto......

Voltar para (NOTÍCIAS)