Postado em 05 de Fevereiro às 12h24

Saiba mais sobre a Febre amarela

Saúde (83)

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

A febre amarela ocorre nas Américas do Sul e Central, além de em alguns países da África e é transmitida por mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. Sua manifestação é idêntica em ambos os casos de transmissão, pois o vírus e a evolução clínica são os mesmos — a diferença está apenas nos transmissores. No ciclo silvestre, em áreas florestais, o vetor da febre amarela é principalmente o mosquito Haemagogus e do gênero Sabethes. Já no meio urbano, a transmissão se dá através do mosquito Aedes aegypti (o mesmo da dengue). A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela ou tomado a vacina contra ela circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado. Ao contrair a doença, a pessoa pode se tornar fonte de infecção para o Aedes aegypti no meio urbano.

Como a transmissão urbana da febre amarela só é possível através da picada de mosquitos Aedes aegypti, a prevenção da doença deve ser feita evitando sua disseminação. Os mosquitos criam-se na água e proliferam-se dentro dos domicílios e suas adjacências. Qualquer recipiente como caixas d'água, latas e pneus contendo água limpa são ambientes ideais para que a fêmea do mosquito ponha seus ovos, de onde nascerão larvas que, após desenvolverem-se na água, se tornarão novos mosquitos. Portanto, deve-se evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados.

O primeiro passo para tratar a febre amarela direito é, assim que surgirem os sinais, buscar apoio médico. Os especialistas vão usar remédios para controlar os sintomas e, em casos graves, internar o paciente em UTIs, onde é possível contornar melhor as complicações enquanto o corpo enfrenta o vírus.

Portanto, não há um medicamento antiviral específico para vírus transmissor da febre amarela. Se a temperatura corporal sobe demais, o expert pode receitar um antitérmico. Se a dores ficam intensas, analgésicos costumam entrar em cena. E por aí vai. Há inclusive pessoas que pegam febre amarela e nem percebem: o organismo dá conta do recado sem sequer manifestar sintomas acentuados.

Uma coisa bem importante é se manter hidratado e repousar. E, acima de tudo, procurar um hospital quanto antes.

O tratamento fica mais complexo diante dos 15% de casos graves, que muitas vezes vêm acompanhados de icterícia, aquela coloração amarelada da pele e dos olhos. Nessa fase, o risco de hemorragias internas e falência de órgãos (rins, fígado…) põe a taxa de letalidade entre 20 e 50%.

Fontes: Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos e Exame Abril

Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos...

Veja também

Perigos do sedentarismo28/05 A obesidade está associada a diversas doenças cardiovasculares, colesterol, artrite, autoimunes, além de diabetes e problemas psicossociais. “Não se movimentar e buscar um estilo de vida saudável é extremamente prejudicial. Atualmente, já é possível fazer uma conexão de que, quanto mais tempo a pessoa passa sentada, maior é o......
Suco verde com banana verde26/11/15 Se você deseja acabar com a prisão de ventre, melhorar a digestão, combater o envelhecimento precoce e ale de tudo isso perder peso, o suco verde é uma ótima opção. Esses sucos são ricos em vitaminas,......
Proteína do leite pode ajudar no combate de Zika e Chikungunya!17/10/16 Pesquisadores observaram uma redução de até 80% das ações virais com o uso da substância. Uma pesquisa recente, realizada por estudiosos do Instituto Evandro Chagas, no Pará, e da Universidade Federal do......

Voltar para (NOTÍCIAS)