Postado em 20 de Setembro às 10h31

Setembro Amarelo: Precisamos falar sobre Depressão e Suicídio

Saúde (67)

Neste #SetembroAmarelo, mês de Conscientização e Prevenção do Suicídio, preparamos esta matéria para informar sobre depressão e suícidio, além do que isso pode causar na vida de quem tem depressão.

De acordo com a OMS 15 a cada 100 pessoas com depressão decidem pôr fim a própria vida. A depressão é uma doença grave que, se tratada corretamente, tem cura. Cerca de 60% a 80% dos casos podem ser tratados com medicação e psicoterapia em um atendimento primário. Sendo assim, identificar os sintomas da depressão, é o primeiro passo para ajudar uma pessoa neste estado.

São várias as causas da doença, e em muitos casos seu aparecimento está associado a fortes impactos vividos, como perdas, lutos, doenças, conflitos nos relacionamentos, dificuldades ou perdas financeiras.

Doutor Claudio Duarte, psiquiatra do Hospital Santa Mônica - Bahia, dá algumas dicas sobre como ajudar pessoas nesta situação:

- Por mais difícil que seja a situação, é preciso ter a certeza que pensamentos suicidas passam e que a pessoa ficará bem quanto antes buscar ajuda;

- Procurar ajuda e não ficar sozinho é essencial nestes momentos difíceis;

- Ligar e/ou conversar com amigos, familiares ou alguma pessoa que você acha que pode lhe ajudar;

- Caso não encontre ninguém com quem conversar, ligar para o CVV – Centro de Valorização da Vida – é só discar 141 ou acessar cvv.org.br – há pessoas de prontidão para ouvir e ajudar 24h por dia;

- E procurar um psiquiatra o quanto antes (caso não tenha acesso prontamente a um psiquiatra, buscar primeiramente ajuda com qualquer outro médico ou profissional de saúde. Este profissional poderá disponibilizar o encaminhamento para um psiquiatra).

Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! Neste #SetembroAmarelo, mês de Conscientização e Prevenção do Suicídio, preparamos esta matéria para informar sobre depressão e suícidio,...

Sinais de alerta de suicídio e como preveni-lo:

O câncer, a AIDS e demais doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) há duas ou três décadas eram rodeadas de tabus e viam o número de suas vítimas aumentando a olhos nus. Foi necessário o esforço coletivo, liderado por pessoas corajosas e organizações engajadas, para quebrar esses tabus, falando sobre o assunto, esclarecendo, conscientizando e estimulando a prevenção para reverter esse cenário.

Um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas é o suicídio. Um mal silencioso, que faz milhares de vitimas por ano sofrerem sozinhas.

Os sinais de alerta nem sempre são óbvios e podem variar de pessoa para pessoa. São apenas sinais, podendo nem sempre estar presentes e não indicar necessariamente o risco de suicídio. Mas como são frequentementes associados ao perfil, deve-se sempre ser observados e conhecidos. Algumas pessoas deixam suas intenções claras, enquanto outras mantêm os pensamentos suicidas e sentimentos ocultos.

Os sinais de alerta de suicídio ou pensamentos suicidas incluem:

- Falar sobre suicídio – por exemplo, fazer declarações como “Eu vou me matar”, “Eu gostaria de estar morto” ou “Eu queria não ter nascido”;

- Ausência ou abandono de planos futuros, desesperança;

- Obter os meios para tirar sua própria vida, como comprar uma arma ou estocar comprimidos;

- Isolar-se do contato social e querer ficar sozinho;

- Apresentar mudanças de humor, como ser emocionalmente eufórico um dia e profundamente desencorajado noutro dia;

- Se mostrar muito preocupado com a morte, a morte ou a violência, embora também o completo oposto também seja preocupante, como falar destes temas com desdém ou sarcasmos;

- Sentir-se preso ou sem esperança sobre uma situação;

- Aumento ou mudança do padrão de uso de álcool ou drogas;

- Mudança importante da rotina normal, incluindo hábitos alimentares ou de sono;

- Fazer coisas arriscadas ou autodestrutivas, como usar drogas, dirigir imprudentemente ou buscar confusões perigosas;

- Dizer adeus às pessoas como se não fosse vê-las novamente;

- Demonstrar alterações de personalidade ou estar gravemente ansioso ou agitado, particularmente quando se sentem alguns dos sinais de alerta listados acima.

Pode ser que, em algum momento de nossas vidas, desconfiemos de que alguém próximo está pensando em suicidar-se em decorrência de um grande sofrimento. Diante dessa situação, o sentimento de impotência pode se fazer presente, fazendo-nos acreditar que não há como intervir, uma vez que a pessoa parece já ter decidido encerrar a própria vida. Entretanto, ao contrário do que o senso comum tende a reproduzir, existem diversas maneiras de auxiliar essa pessoa.

Oferecer suporte emocional e informar sobre a ajuda profissional, bem como se mostrar à disposição, caso ela queira conversar novamente, são pontos importantes. Se a pessoa falar claramente sobre os seus planos de se matar e parece estar decidida quanto a isso, é primordial que ela não seja deixada sozinha. Podem ser contatados os serviços de saúde mental e familiares/amigos da pessoa. Pode ser necessário que ela fique em um ambiente seguro, sendo auxiliada por um profissional.

Muitas mortes poderiam ser evitadas se a informação de que se pode pedir ajuda e dividir o que se sente com alguém fossem disseminadas. É isto que a campanha Setembro Amarelo quer. Converse com seus amigos, familiares e, se precisar, entre em contato o Centro de Valorização a Vida, pelo cvv.org.br ou pelo telefone 141. 

Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! Sinais de alerta de suicídio e como preveni-lo: O câncer, a AIDS e demais doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) há duas ou três décadas eram rodeadas de tabus e viam...

Veja também

Seu Carnaval com mais Energia!02/02/16 Falta pouco para o carnaval, uma das maiores festas brasileiras. Para aproveitar todos os quatro dias da folia, é preciso resistência. Você precisa estar de olho na alimentação e na reposição dos líquidos, afinal curtir a folia de forma saudável é mais divertido. Evite comidas gordurosas pois causam sono e indisposição. Uma dica......
Batata yacon é boa para intestino, colesterol e glicose!08/11/16 Segundo o site da Globo, o Yacon é um vegetal é originário dos vales andinos, e na linguagem indígena significa água. Segundo a nutricionista Karin Honorato, “o maior benefício deste vegetal é que......
Mexa-se mais e Emagreça com Saúde!29/06/16 A atividade física é um fator crucial no processo de perda de peso. É bom esclarecer que o exercício é muito importante não só para queimar mais calorias, mas também para ajudar a manter a sua massa......

Voltar para (NOTÍCIAS)