Postado em 18 de Agosto às 11h13

Tudo sobre a Cafeína!

Saúde (63)

Muita gente está afim de perder aqueles quilinhos extras que adquire e que não querem sair por nada desse mundo. Você já deve ter tentando inúmeras dietas, mas o resultado foi infrutífero e frustrante. Existe um grupo de alimentos chamados de termogênicos que podem te ajudar a turbinar a perda de peso. Entre eles temos a pimenta, o gengibre, o chá verde e uma bebida bem simples que existe na mesa de qualquer brasileiro: o café.

A cafeína

O café é famoso na mesa dos brasileiros e a bebida predileta nos norte americanos. A cafeína é utilizada desde a era paleolítica por seus efeitos no Sistema Nervoso Central e só chegou à Europa no século XVI, mas o seu potencial ainda era desconhecido, pois a nobreza só bebia chá. A cafeína também pode ser encontrada em outras bebidas como as quem contêm cacau, cola, chocolate ou chá, em remédios como analgésicos e está em mais de 60 espécies de plantas, como a camellia sinensis, de onde extraem o chá verde.

Estima-se que cerca de 80% das pessoas do mundo tomam café todos os dias, mas a quantidade não é possível de ser identificada. Nós, dos países latino americanos temos a fama de tomar um café bastante concentrado enquanto que nos Estados Unidos, a população prefere um café bem mais diluído, chegando até mesmo ser descafeinado. Os maiores produtores de café no mundo somos nós brasileiros e os cubanos. Entre os grandes consumidores estão os EUA, Inglaterra, Itália e a Escandinávia.

Efeitos da cafeína

Apenas 10 gramas de cafeína já é o suficiente para matar uma pessoa e em apenas uma xícara de café há cerca de 125 mg dessa substância. Ela age no nosso organismo competindo com a adenosina para se ligar aos neurotransmissores. A adenosina bloqueia a liberação de agentes estimulantes como a noradrenalina, agindo assim, como um agente depressor. Quando a cafeína se liga ao receptor de adenosina, impedindo que ela o faça, ela consegue agir com agente estimulante permitindo que a norepinefrina seja produzida e liberada para o organismo.

Alguns dos efeitos da cafeína são:

• aumento da frequência cardíaca;
• aumento da pressão arterial;
• redução da mobilidade intestinal;
• aumento das taxas de dopamina (a dopamina é a substância responsável pela sensação de prazer que sentimos quando acontece algo agradável);

É possível encontrar classificação das dosagens, dividindo-as em altas e baixas e seus possíveis efeitos. Assim temos:

• Baixa dosagem: 2 a 10 mg por kg;
• Alta dosagem: a partir de 15 mg por kg;

O uso da cafeína nos exercícios

Um estudo foi realizado usando dois grupos, um tomou 330 mg de cafeína e o outro, placebo. Após 1 hora, todos foram para a bicicleta ergométrica para ficarem lá até a completa exaustão. O grupo que tomou cafeína conseguiu permanecer no exercício por 90.2 minutos contra os 75.5 daqueles que tomaram placebo, ou seja, quem tomou cafeína teve um rendimento de 19,5% no tempo de endurance.

Esse e outros estudos conseguiram constatar dados interessantes como uma economia de 42% de glicogênio presente no músculo e uso do triglicerídio muscular em 150% a mais que o normal.

Outro estudos bastante interessante foi realizado com indivíduos que já ingeriam cafeína de forma regular, cerca de 200 mg por dia. Uma hora antes do exercício de corrida durante 90 minutos na esteira foi administrado 6 mg de cafeína. O que se observou foi o desaparecimento dos efeitos ergogênicos que se viam em outros indivíduos. Ou seja, se você já tem o hábito de tomar café todos os dias, ingerir cápsulas de cafeína não vai melhorar a sua performance.

Todos conhecem os efeitos estimulantes que o café consegue proporcionar, mas se você quiser potencializar os efeitos, a cápsula de cafeína, que possui uma formulação mais pura, é a melhor opção. Por causa do seu efeito termogênico, ela é capaz de ajudar muita gente a perder peso, mas para isso é preciso estar realizando atividades físicas.

A cafeína só começa a agir no nosso organismo com potência máxima entre 30 e 60 minutos após o consumo. Um indivíduo comum pode levar até 7 horas para degradar metade da cafeína que consumiu, enquanto que uma mulher que faça uso de contraceptivos, esse tempo pode pular para até 13 horas.

Fonte: Malhar Bem

Veja também

Colágeno: Fonte de Juventude para sua Pele!24/05 O que comemos reflete o modo como somos vistos pelas pessoas e pelo mundo. A pele é um indicador visual de saúde que com o passar do tempo começa a apresenta sinais de envelhecimento. Na medida em que a população tem envelhecido, tem surgido um interesse crescente pelo mercado de saúde da pele, tanto na questão de cosméticos para a pele como suplementos com......
Diferença entre Sucralose e Estévia?12/12/16 Você já deve ter ouvido falar sobre estévia e sucralose. Muitas vezes utilizamos estes adoçantes e não sabemos a diferença entre eles. Hoje em dia, a estévia e a sucralose, são os adoçantes mais......

Voltar para (NOTÍCIAS)