Postado em 08 de Junho de 2017 às 08h48

Meditação pode ajudar na concentração de pessoas ansiosas

Bem-estar (49)
Dr. Bem Estar - Seu Portal de Saúde! Dez minutos diários de meditação podem melhorar o foco entre os pacientes com ansiedade, de acordo com um estudo publicado na revista Consciousness and Cognition. O estudo envolveu...

Dez minutos diários de meditação podem melhorar o foco entre os pacientes com ansiedade, de acordo com um estudo publicado na revista Consciousness and Cognition.

O estudo envolveu 82 pessoas com ansiedade. Os participantes foram convidados a realizar uma tarefa baseada em computador. Ao concluírem a tarefa, os voluntários foram interrompidos para avaliar sua capacidade de permanecer focados.

Então, as pessoas foram divididas aleatoriamente em dois grupos. Um grupo foi convidado a participar de um breve exercício de meditação, enquanto o outro grupo ouviu o áudio de uma história. Uma vez concluído, todos os participantes foram reavaliados.

Os pesquisadores descobriram que a meditação consciente, que aumenta a consciência do presente, reduziu os episódios onde os participantes perderiam a concentração e serem distraídos por pensamentos repetitivos.

Os resultados indicam que o treinamento de meditação consciente pode ter efeitos protetores na mente de indivíduos ansiosos.

Fonte: Boa Saúde

Veja também

8 atitudes para ser mais feliz e aumentar a autoestima23/08/17 Um dia você acorda e acha o cabelo feio, encana com seu sorriso e briga com as gordurinhas laterais. Isso quando não duvida da sua capacidade no trabalho. Calma aí! Esses são sinais típicos de que sua autoestima anda abalada – acontece, especialmente quando se está numa fase difícil. Reaja rápido antes de sofrer com o efeito dominó. A falta......
Meditação: uma válida faxina mental04/09/17 Fernando Pessoa, grande poeta uma vez explicou, lá de Portugal, há quase um século: “A melhor maneira de viajar é sentir”. Releia a frase saboreando todos os caminhos de rica ambiguidade que dela se dispersam,......

Voltar para (NOTÍCIAS)